top of page
  • promob associacao

A PROMOB em 2022

2022 foi um ano de viragem para a PROMOB.

Demos um grande salto, abraçando, com o afinco que nos caracteriza, a nossa missão, visão e valores. Criando atividades e momentos capazes de perdurar na memória coletiva das nossas terras. Dando sentido às nossas tradições e sendo montra para o que de novo se faz. Trazendo arte, cor e partilha às pessoas e entidades que nos rodeiam.


Como é habitual, iniciámos o ano premiando a excelência dos que, com coragem e ousadia, nos ofereceram as suas histórias maravilhosamente escritas, participando no Concurso Literário Professora Rosinda de Oliveira. Uma parceria duradoura que vimos mantendo com o IEC da Mamarrosa, e que nos permite promover hábitos de leitura e escrita em diferentes faixas etárias, ao mesmo tempo que evocamos a doce memória da pedagoga e poetisa que dá nome ao concurso.


Em março, por ocasião do equinócio da Primavera, inaugurámos o Festival Cultural Semente, que esperamos repetir, levando cada vez mais pessoas a imiscuir-se na vila da Mamarrosa e na programação que oferecemos. Com diversas atividades de várias áreas, das artes plásticas à fotografia (especial foco para a exposição dos formandos da Oficina de Fotografia promovida no final de 2021), à música e à educação ambiental, o Festival teve como ponto central uma feira do livro e da árvore com mais de duas dezenas de expositores, entre livreiros e comerciantes de plantas, sementes e produtos biológicos. Uma tradição a manter, pela elevação do património cultural e natural da vila e lugares envolventes.


Depois, chegou o Steven com uma proposta que não pudemos recusar. O artista plástico Palhacense escolheu a nossa sede para a sua primeira exposição, Momentum, e, com alegria, arregaçámos as mangas para poder oferecer uma mostra de arte urbana, raramente vista por estas paragens, com diversos trabalhos da sua obra. Com ela, deixou cores, texturas e histórias por toda a casa e inspiração pelos que nos visitaram, assegurando os mais céticos de que a arte urbana não é vandalismo. Deixou, ainda, uma marca solidária, com o leilão de 4 das suas obras que reverteu a favor do povo ucraniano – uma ação a que comércios locais e cidadãos particulares se associaram e que culminou na entrega, pela PROMOB, de 11 caixas cheias de bens essenciais que chegaram ao país pela Associação de Ucranianos em Portugal e a Câmara Municipal de Águeda.


Desde aí, deixámos as portas e janelas de casa abertas. Por elas e por todas as frestas, entraram os Jovens Artistas Unidos, residentes de longa data do coração e pulsar da PROMOB, mas estreantes na nossa sede. Lá, fizeram ninho para os ensaios da peça que ajudámos a levar à cena, em parceria com a Associação Escolíadas e o Quartel das Artes, Os Gigantes da Montanha, do dramaturgo Luigi Pirandello. Uma noite a recordar, pelo empenho destes artistas, a sua maestria, o seu espírito de equipa e pela importância das mensagens que plantaram em quem assistiu.






Passado estava o verão – mas não o bom tempo – quando aceitámos o desafio da Junta da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa de levar ao Stock Off 2022 uma banquinha de comes e bebes, possibilitando momentos únicos de confraternização.


E finalizámos o ano com chave d’ouro, com a tradicional Feira de Natal da PROMOB, que levou uma vez mais, artesãos, comerciantes e negócios locais ao Salão Paroquial de Bustos, acompanhados por uma extensa programação natalícia, incluindo a interpretação teatral da obra clássica de Charles Dickens, Um Conto de Natal, pelos Jovens Artistas Unidos. Um mercado e mostra de talento que já faz parte do ADN local e que nos empenharemos a reproduzir por muitos anos.


Entretanto, empreendemos pequenas obras prioritárias na nossa sede que vão abrindo lugar a outras modificações necessárias e nos levarão ao futuro de uma casa habitada.

2022 foi também um ano feito de sinergias. Vivemos de muitos e frutíferos encontros com entidades como a Palhaça Cívica, a Escolíadas, a Rede 4is, o IEC ou a Fundação Inatel. Parcerias que pretendemos continuar a fomentar, pois só assim é possível cumprir a palavra comunidade.


É sempre esse o mote por que nos regemos – dar de volta à comunidade o que dela recebemos; criar em conjunto. Só assim faz sentido. Só assim se gera cultura, se regam tradições e se almeja futuro. 2023 não vai ser diferente, nesse sentido. Mas será ainda melhor. Fiquem connosco!


Um feliz ano a todos!



34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page